Cirurgia Combinada Glaucoma/Catarata

É possível combinar os dois procedimentos em uma só cirurgia.

Quando temos um quadro onde se apresenta a necessidade de intervenção cirúrgica tanto para glaucoma quanto para catarata, é possível combinar os dois procedimentos em uma única cirurgia.
Cada clínica ou médico pode adotar formas cirúrgicas diferentes. A indicação cirúrgica no caso da pessoa com catarata, permite acesso mais facilmente ao corpo ciliar (dentro do olho) ao qual pode-se realizar a Ciclofotocoagulação Endoscópica, técnica da qual o Dr. Francisco Lima possui larga experiência, acumulando uma quantidade de procedimentos cirúrgicos significativos, com pesquisas já realizadas e também com a criação da maneira Carvalho-Lima de se realizar a Ciclofotocoagulação Endoscópica.
Submeter pacientes a duas intervenções separadas, em épocas distintas, seria uma agressão desnecessária, sem justificativa, já que sua realização concomitante oferece bons resultados.
Para a cirurgia de catarata, é realizada a facoemulsicação e, ao liberar a passagem pelo cristalino, permite-se tratar o glaucoma através de uma técnica específica: a ECP (Ciclofotocoagulação Endoscópica).
No tópico sobre Catarata você encontra informações mais detalhadas sobre as técnicas cirúrgicas e os tipos de lentes que serão implantadas dentro do olho do paciente com a correção do grau.
A ciclofotocoagulação endoscópica com laser utiliza um equipamento que contém, numa mesma sonda, uma fibra óptica para visibilização das estruturas intra-oculares, uma fonte de iluminação e um laser. Através desses recursos, são feitas queimaduras na região produtora do humor aquoso, o epitélio ciliar secretor, visando diminuir a produção desse líquido.
Cada paciente tem seu tratamento individualizado e a forma de se realizar a cirurgia leva em conta essas especificidades. A pressão intraocular pretendida é determinada pelo médico oftalmologista e o objetivo é sempre o controle da pressão intraocular e a manutenção do nervo óptico.